Um documentário: ‘Do Underground ao Emo’

OSMAR PORTILHO

O começo dos anos 2000 trouxe para a música uma cena. Um movimento.

Quando o CPM 22 atingiu a grande mídia, trouxe consigo exposição para nomes já fortes do underground – Hateen, Dead Fish, Garage Fuzz, etc. – e abriu um caminho no mainstream para novas bandas como NX Zero, Fresno, For Fun, etc.

Quem acompanhou o movimento sabe bem como houve uma movimentação sedenta das gravadoras em levar novos grupos para o mainstream. Naturalmente, a quantidade de bandas superou o que o mercado conseguia absorver. O público, majoritariamente adolescente, fez com que o movimento inicialmente musical virasse algo meramente estético. Na quantidade, perdeu-se a qualidade.

Daniel Ferro, diretor do documentário

Essa trajetória é foco do documentário Do Underground ao Emo, dirigido por Daniel Ferro, que já assinou vídeos de CPM 22, Fresno, NX Zero e outros.

Depoimentos de Badauí (CPM 22), Rodrigo Lima (Dead Fish), Rodrigo Koala (Hateen), Capilé (Sugar Kane), Sonrisal (Street Bulldogs), Di Ferrero (NX Zero), Yuri Nishida (Vowe), Mi Vieira (Glória), Lucas (Fresno), Nenê Altro (Dance of Days), do produtor Rick Bonadio e de muitos outros personagens fundamentam com clareza e esmiúçam o frenesi que houve na época e também as “falhas” que fizeram o movimento perder força.

Fica o destaque para a boa entrevista com Rodrigo, do Dead Fish, e uma boa conclusão do assunto com Nenê Altro:

“Por mais que muitos enxergaram aquilo apenas como um movimento meramente musical, se isso trouxe pessoas para a margem da coisa; se isso trouxe às pessoas para o questionamento do “se eu quero eu posso fazer”, que é a essência do DIY, do faça você mesmo, então já foi válido. Isso fica. Isso não vai sair do caráter que se formou nessas pessoas. Não vai sair da opção de vida que se criou nelas. E isso vale mais que qualquer revolução social de fachada que se impõe sobre as pessoas”.

O registro tem sido exibido pelo canal pago Bis, mas já caiu no YouTube.

Por

Leia mais:

+ Yuri, líder do Vowe, faz show acústico e relembra repertórios

+ Um clipe: ‘Yes and Nothing Less’, de Tiago Iorc

//www.facebook.com/plugins/likebox.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2FTerraIndependenciaOuMorte&width=514&height=258&show_faces=true&colorscheme=light&stream=false&border_color&header=false

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s